Estilo de vida

Arte no papel: apucaranense mistura técnicas milenares de dobradura de papel

Percebida em pequenos detalhes, a cultura japonesa é repleta de costumes e tradições. Entre os trabalhos artesanais conhecidos mundialmente e originais do país da Ásia Oriental, estão o origami, pixel art, quilling e kirigami, artes feitas pela apucaranense Danielle Sayuri Yoshida Nanami, 30 anos, que vem se destacando pela sua habilidade com trabalhos manuais.

Recentemente, ela participou do programa É de Casa!, da Rede Globo, comandado pela jornalista Patrícia Poeta, e há algum tempo também expõe sua arte durante as Festas da Cerejeiras, na Associação Cultural e Esportiva de Apucarana (Acea) e em outras feiras da cultura japonesa pelo país. “Aprendi a fazer origamis quando era criança. Minha avó estava no Japão nesta época e me enviava livros de origami. A partir daí, comecei a me interessar”, recorda.
Para quem não conhece, o origami é uma arte tradicional e secular japonesa de dobrar o papel, criando representações de determinados seres ou objetos com as dobras geométricas de uma peça de papel, sem cortá-la ou colá-la. Além de origamis, Danielle também com pixel art, quilling e kirigami. “Todos são bem minuciosos”, explica.
No Pixel Art, segundo a apucaranense, são utilizada algumas bolinhas de plástico, parecidas com miçangas, que levam o nome de “beads”. “Nós montamos essas bolinhas em uma placa de acrílico específica para esse tipo de trabalho e depois esquentamos com ferro de passar roupas. Essas bolinhas derretam e grudam umas nas outras, ficando no formato do desenho. Com essa técnica fazemos chaveiros, quadros, bijuterias”, comenta.

Já o quilling, Danielle conta que é uma técnica que utiliza tiras de papéis enrolados para a criação de vários objetos, como brincos, móbiles, quadros, entre outros. Outra técnica que a apucaranense usa é a kirigami, que utiliza recortes de papel para criar objetos de decoração. “Todas essas técnicas são bem minuciosas, e requer bastante paciência e dedicação”, ressalta.

Danielle comercializa seus produtos pela internet e também participa de feiras, normalmente de eventos japoneses e também eventos do mundo “geek”. “Começamos nos eventos de Maringá, mas fomos para o Rio de Janeiro, no Rio Matsuri; no Tanabata Matsuri e no Toyo Matsuri, ambos no Bairro da Liberdade, em São Paulo; no Costão Matsuri, no Costão de Santinho, em Santa Catarina. Além de participar de feiras aqui na região”, conta.

Danielle é filha de Sérgio Seigi Nanami e Alice Akemi Yoshida Nanami, de Apucarana, e estudou praticamente toda a infância e adolescência no Colégio Platão. Formada em Engenharia Agronômica pela Universidade Estadual de Maringá (UEM), com mestrado e doutorado em Agronomia concluídos na mesma instituição, a apucaranense optou pela área do artesanato. “Sou apaixonada por esse mundo”, relata.

Mostre mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close
Close

Adblock Detected

Please consider supporting us by disabling your ad blocker