Comportamento

Além de salvar vidas, médico apucaranense também se dedica ao universo literário

Além da paixão pela medicina, Dr. Olidio Vaz Primo dedica-se também ao universo das letras. Quando questionado sobre sua forma de escrever, conta: “a inspiração não é espontânea, é impositiva, sinto que meu corpo precisa escrever. A alma tem que falar para expor seus sentimentos”.

O Dr. Olídio, começou a exercer a medicina em 1963 e já em 2010, tinha contabilizado mais de 13.000 partos. O apucaranense afirma que “para ser médico é preciso ter amor ao próximo, isso é essencial. Se houver esse amor, você vai estudar a vida inteira para chegar perto do ideal.”

O seu primeiro livro “Sem Rumo” foi lançado em 2014, com menos de quatro meses de execução. No livro é citado temas como maternidade, vida e morte e a própria obstetrícia, ofício de mais de 50 anos.

Quando questionado sobre sua forma de escrever, conta que não escreve quando quer, mas quando a alma exige.

“Se eu for escrever uma poesia agora, não sai nada, é uma coisa inusitada, que você não tem perspectiva se vai escrever, o que vai e quando”, completa.

Confira abaixo parte do poema retirado do livro “Sem Rumo”:

Poema retirado do livro “Sem Rumo” de Olidio Vaz Primo
VEJA TAMBÉM: 
Atriz apucaranense Rayssa Bratillieri interpreta Soraia, na segunda fase da novela das seis
Tags
Mostre mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close
Close

Adblock Detected

Please consider supporting us by disabling your ad blocker